Wálter Maierovitch - Justiça e Cidadania show

Wálter Maierovitch - Justiça e Cidadania

Summary: Discussão de temas ligados a conflitos internacionais, terrorismo, crime organizado, direitos humanos e civilidade.

Join Now to Subscribe to this Podcast

Podcasts:

 'Não se deve gastar vela de libra com mau defunto' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:08:52

Jurista fala sobre a prisão do deputado federal bolsonarista Daniel da Silveira, do PSL. 'Não se deve gastar vela de libra com mau defunto. Foi o que fez o STF ontem. Esse deputado bolsonarista, neo fascista atacou a honra de ministros do Supremo, ameaçou, debochou, soltou palavrões (...)’. Para analista, ele fez da liberdade de expressão ocasião para cometer crimes, acredita que a prisão era necessária, mas não da forma como foi feita. 'Não é legítimo ter um ministro do Supremo que apura, que prende, que julga'.

 'É de assustar a promiscuidade entre Moro e o acusador Dallagnol' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:10:29

Wálter Maierovitch fala sobre julgamento da segunda turma do Supremo sobre levantamento do sigilo de conversas atribuídas a Moro e procuradores. 'Os diálogos entre Moro e Dallagnol, ainda não periciados oficialmente, mostram ser verdadeiros uma gravíssima violação ao Estado Democrático de Direito'.

 Fim do recesso no STF e a desconfiança entre ministros | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:13:48

Wálter Maierovitch cita a decisão de Lewandowski que levantou monocraticamente sigilo de conversas entre Moro e Dallagnol. Maierovitch destaca que Luiz Fux certamente não tomaria decisão do tipo. As conversas entre Moro e Dallagnol revelam uma 'promiscuidade' entre as duas partes. A defesa de Lula já está em posse do material que será anexado ao processo do tríplex do Guarujá. A condenação gerou a inelegibilidade do ex-presidente Lula diante da Lei da Ficha Limpa.

 A 'bola fora' de Maia sobre o impeachment de Pazuello | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:08:24

Wálter Maierovitch destaca que o presidente da Câmara disse que o impeachment do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello não seria possível isoladamente. Ele explica que um processo de impeachment de um ministro de Estado pode ser autônomo. 'O certo é que Pazuello saiu do impeachment graças a Rodrigo Maia'.

 'Sem imunidade e foro privilegiado, Trump será alcançado pela Justiça dos EUA' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:09:26

Wálter Maierovitch diz que o ex-presidente deixou a Casa Branca com 'cascas de bananas grudadas nas solas dos seus sapatos'. No último dia de governo, Trump indultou 143 'parças'. O perdão mais escandaloso foi concedido ao ex-assessor Steve Bannon. 'Trump saiu com odor de criminoso, odor de golpista e com um impeachment em curso no Congresso'. Maierovitch diz que 'Trump deixa como viúva Jair Bolsonaro'. Ele também falou sobre o Brasil e o sistema de freios e contrapesos. Ele cita Rodrigo Maia que ‘joga para a torcida’ e engaveta pedidos de impeachment contra Bolsonaro. Maierovitch também destaca a postura do procurador Aras que desvia a atenção para não denunciar criminalmente o presidente.

 'Oportunistas e inconstitucionais' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:11:21

Wálter Maierovitch faz uma análise de dois projetos que tramitam na Câmara dos Deputados. O primeiro deles, um substitutivo do deputado capitão Augusto, pretende conferir autonomia as policias militares estaduais, uma espécie de quarto poder. Outro projeto se refere as policias civis estaduais. O relator é o deputado delegado João Campos. O projeto pretende que o delegado geral da polícia do estado tenha um mandato de dois anos sem que o governador possa determinar a exoneração.

 'Trump acabou dividindo o partido Republicano' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:11:20

Wálter Maierovitch analisa a situação nos Estados Unidos com a postura de Donald Trump, a invasão do Capitólio e a certificação da vitória do presidente eleito Joe Biden. A situação colocou em fragilidade a democracia americana e resultou na morte de quatro pessoas.

 'Supremo virou tábua de salvação dos cidadãos contra a pandemia' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:09:55

Wálter Maierovitch fala do risco à sociedade representado pela dupla Bolsonaro-Pazuello, que levou à judicialização junto ao STF de questões de saúde pública. Maierovitch cita ainda que Bolsonaro continua emitindo sinais contra a ciência e um falso conceito jurídico constitucional de que as pessoas são livres e não precisam se imunizar. 'O interesse público deve sempre prevalecer'.

 'Fux se mantém em silêncio sepulcral' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:08:31

Wálter Maierovitch fala sobre matérias publicadas em jornais de um suposto acordo envolvendo ministros do STF para legitimar as candidaturas de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre. Gilmar Mendes estaria furioso com o presidente do Supremo, Luiz Fux, que teria traído o então acordo. Gilmar e alguns dos ministros realizariam um ‘julgamento de fachada’ para garantir as reeleições de Maia e Alcolumbre. Maierovitch destaca que Marco Aurélio, Cármen Lúcia, Rosa Weber e Edson Fachin não fizeram parte do grupo da negociação.

 'Do ponto de vista ético, Moro pisou na bola' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:08:53

Wálter Maierovitch analisa o fato de Sergio Moro ter se tornado sócio-diretor de uma consultoria que é responsável pela administração judicial da Odebrecht, que foi uma das companhias mais afetadas por decisões do ex-juiz da Lava-jato. Maierovitch fala também da questão da reeleição no Congresso com 'contorcionismos' jurídicos no Supremo Tribunal Federal e uma solução de 'fachada'.

 'História do Brasil mostra existir um racismo incrustado na sociedade que gera violência discriminatória' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:11:31

Wálter Maierovitch faz uma análise da fala do vice-presidente Hamilton Mourão sobre racismo com base no assassinato de João Alberto em uma unidade do Carrefour, em Porto Alegre. 'Mourão jogou areia nos olhos dos cidadãos brasileiros'. Mourão negou a existência de racismo estruturado no Brasil com base em tese 'ufanista' sustentada pela ditadura militar.

 'São de quinta categoria as afirmações de fraude eleitoral apresentadas pelo presidente Bolsonaro' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:10:28

Wálter Maierovitch fala sobre a postura de Bolsonaro que, pela segunda vez, coloca em dúvida a confiabilidade da Justiça Eleitoral. O fato mais recente foi no domingo, nas eleições municipais. O presidente falou em resultados duvidosos, mas não apresentou indicativo de irregularidade. Maierovitch destaca ainda as mudanças na legislação e o avanço da tecnologia no processo eleitoral, com a entrada do voto eletrônico, até agora, sem comprovação de fraude.

 'Bolsonaro na presidência tem se comportado como um irresponsável' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:09:38

Wálter Maierovitch faz uma análise da ameaça de guerra de Bolsonaro contra os Estados Unidos em caso de um bloqueio econômico americano. 'Bolsonaro insiste irresponsavelmente em políticas ambientais contrárias a natureza'. Maierovitch também cita 'a falta de espírito público' de Bolsonaro ao comemorar com a suspensão da terceira e última fase da vacina chinesa.

 Eleições nos EUA: 'lá não existe nenhum Toffoli de plantão para dar liminar' | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:07:58

Wálter Maierovitch analisa a eleição nos Estados Unidos. Trump aposta as fichas nas cortes estaduais e na Suprema Corte. Maierovitch diz que ele terá dificuldade em vencer as ações judiciais que está anunciando. 'Trump é um litigante de má-fé'. Ele alega fraude, mas não apresenta nenhum indício.

 Bolsonaro poderá protagonizar a segunda revolta contra vacinação obrigatória no país | File Type: audio/mpeg | Duration: 00:08:43

Wálter Maierovitch fala sobre a declaração do presidente Jair Bolsonaro, que disse que juiz não pode decidir se você vai ou não tomar vacina. Comentarista destaca que o interesse público, que é maior que o individual, sempre deve prevalecer. E que o STF deve impor uma nova derrota ao presidente.

Comments

Login or signup comment.