Depois da última sessão, ninguém quer bancar apostas sobre o julgamento de Dilma-Temer




Conversa de Primeira - Justiça e Cidadania - Wálter Maierovitch show

Summary: Contando com o voto de desempate de Gilmar Mendes, a estimativa era de um placar de 4 a 3 a favor do presidente. No julgamento de hoje, vai ganhar musculatura a tese de as defesas de Dilma e Temer pedirem para os fatos novos, ou seja, as delações da Odebrecht, da JBS e dos marqueteiros do PT, sumirem do processo. A ação do PSDB, que é analisada pelo TSE, conta com 21 fatos apontados como abuso de poder econômico e político.